Quando chega um grande concorrente…

A maioria se desespera, começa a arrancar os cabelos, pensa em fechar o negócio e principalmente, reclama.

Reclama para os funcionários, para os vizinhos, para os amigos, para os clientes, mas de que adianta isso? Será que só reclamar adiantará alguma coisa? O concorrente vai ficar com medo e não virá mais? Muito pelo contrário… enquanto os reclamões ficam fazendo alarde (na realidade estão fazendo uma excelente propaganda gratuita), o concorrente continua alinhando seu processo de abertura, gestão, captação de novos clientes, enfim, trabalha e cresce.

Moro em Mogi das Cruzes e no início do ano, em pleno movimento de Volta às Aula saiu uma notícia bombástica para os empresários do ramo de papelaria; a Kalunga, um dos maiores atacadistas da área abrirá uma filial na cidade.

Para os empresários que ficam atrás do balcão que apenas enxergam a porta da loja e seu interior, que não se preocupam em saber as notícias da cidade, de sua área de atuação, que não buscam informação e capacitação, a notícia foi uma péssima surpresa.

Porém, aqueles empresários que trabalham “o” negócio, com informações e visão estratégica, isso não é nenhuma novidade. Afinal, era só observar a movimentação dessa grande rede em abrir filiais em pontos estratégicos, onde o desenvolvimento é constante. Dessa forma, alguns já haviam iniciado um processo de mudança de foco, agregando produtos e serviços diferenciados.

E como enfrentar um gigante como esse?

Primeiro, analise quais os pontos fortes e fracos, ameaças e oportunidades da sua empresa e também do concorrente, pois aqui começa o plano de ação para lidar com esse concorrente. Potencialize seus pontos fortes, trabalhe os seus fracos; atue onde seu concorrente é fraco, residindo aí uma excelente oportunidade de crescimento e manutenção do seu negócio.

Que tal tirar o bumbum da cadeira e fazer uma visita às papelarias na região onde já existe esse concorrente? Veja como elas trabalham, converse com o proprietário, com os funcionários, que produtos e serviços oferecem; provavelmente você encontrará muitas opções para sua empresa.

Converse com seus clientes, peça feedback, pergunte quais são suas necessidades para verificar se você pode atendê-los.

Que tal se associar aos seus concorrentes para comprar mais barato, elaborar estratégias para que vocês possam enfrentar o mercado? Existem muitas empresas que se juntaram para se manterem no mercado, por exemplo, empresários dos ramos de supermercados e materiais de construção.

Capacite-se! Nas salas de aula, você encontrará pessoas para trocar idéias e experiências, mesmo que de outros ramos, pois aprender e ter uma visão clara do negócio é essencial para qualquer empreendedor.

Cuidado em não querer disputar o mercado utilizando uma estratégia de preços baixa, isso é algo que pode acabar com você sem seu concorrente fazer o mínimo esforço.

E finalmente, estabeleça uma meta clara e um planejamento adequado para que você passe por esse momento de adaptação.

Anúncios

3 comentários sobre “Quando chega um grande concorrente…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s