Artigo: “Por que as pessoas participam de redes de relacionamento?”

 
 
 
 
 
 

Acabei de receber este artigo que foi publicado na Harvard Business Online (09/04/2008) escrito por Josh Bernoff, vice-presidente e analista da Forrester Research que trata das redes de relacionamento.

Na última semana, recebi vários convites para participar dessas redes, algumas nunca tinha ouvido falar, de pessoas que nem sem quem são e aí me pergunto: “preciso participar de todas? serei mal-vista se recusar? posso perder algo?” 

Apesar de sermos empreendedores, buscando aumentar nosso network, precisamos filtrar esses convites, caso contrário, viveremos escravos de preenchimento de cadastros, de atualização de dados, enfim, ficaremos o dia todo no computador fazendo isso.

As redes são importantíssimas quando bem utilizadas e aproveitadas, por isso, leia o artigo abaixo e pense qual motivo o leva a ingressar em uma.

Frequentemente nossos clientes corporativos perguntam: por que as pessoas participam de atividades sociais on-line? O que as leva a isso? 

Tentamos coletar o maior número de respostas possíveis, que refletissem a diversidade de motivos. Veja aqui uma lista incompleta dessa coleta. É apenas um começo – os motivos são variados, tal como são as pessoas.

Manter o círculo de amizades. A Facebook conecta pessoas que se conhecem, para mantê-las atualizadas sobre suas vidas.

Fazer novas amizades. Sempre ouvimos estórias de pessoas que se apegam a redes de relacionamento. De acordo com as pesquisas sobre consumidores, da Forrester’s, um em cada cinco solteiros que navegam na internet tem visitado sites de encontros on-line no último ano.

Pressão social de amigos. As pessoas que se encontram num ritmo de crescimento de relacionamentos on-line também querem que você participe. Seus amigos, filhos ou parceiros do futebol do final de semana estão neste momento enviando um convite por e-mail pedindo a você que se junte a eles.

“Pagar pra ver”. Depois de ver que o site é interessante, você pode passar a ser membro participativo.

Impulso altruísta. A “cultura da generosidade”. Foi o que tornou o Wikipedia uma realidade. As pessoas simplesmente querem poder ajudar.

Impulso sexual. As pessoas são sexies, divertidas e tolas. Tudo isso está em exposição na passarela infinita do exibicionismo.

Impulso criativo. Se você é um fotógrafo, escritor ou trabalha com vídeo, a web é o lugar perfeito para você mostrar seu trabalho.

– Impulso de validação. Pessoas que postam informações em locais como o Yahoo! Answers, por exemplo, desejam ser vistos como experts possuidoras de conhecimento.

Impulso por afinidade. Se seu time de futebol ou fãs do Brad Pitt estão conectados on-line, você pode se juntar a eles para compartilhar interesses comuns.

 

Respeite a diversidade. Tenha isso em mente quando se cadastrar em uma comunidade virtual. Assumir que todos procuram a mesma coisa que você é um grande erro.

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s