Palestra: “Os desafios de ser um franqueador ou um franqueado”

Promoveremos na próxima terça (30/06) uma palestra ministrada pelo meu amigo Paulo Pato Vila, confira o e-mail marketing abaixo:

arena

Anúncios

A importância da mudança

No mês passado, fiz uma palestra em Mogi das Cruzes sobre Liderança e recebi um feedback muito interessante de um empresário que a assistiu.

Na palestra, falo sobre a necessidade e a importância da mudança na vida das pessoas a fim de buscar resultados diferentes e melhores. Qualquer mudança gera uma certa insegurança e um grande desconforto não só para a pessoa que deseja realizá-la, mas automaticamente acaba gerando uma mudança nas pessoas que a cercam.

Dou alguns exemplos simples para experimentar a mudança, por exemplo, mudar o lado da cama que normalmente você ocupa, o lugar na mesa onde você sempre come. Pois com essas pequenas mudanças, você poderá ver seu quarto ou sua cozinha de uma forma diferente e talvez observar coisas que nunca havia notado. Além de mudar o caminho que você faz de casa para o trabalho e vice-versa, provavelmente, verá prédios novos em construção, negócios novos abrindo e assim, enxergar novas oportunidades.

Esse empresário, ao sair da palestra resolveu experimentar fazer uma mudança, mudar com sua esposa o lado da cama, explicou para ela o motivo e ela concordou em fazer a experimentação.

No dia seguinte, no jantar, disse para seus filhos e esposa para todos mudarem de lugar na mesa e também explicou o motivo e assim fizeram. Ao contrário do que acontecia todas as noites quando comiam rapidamente para cada um seguir para seu canto, assistir ao Jornal Nacional ou ir para o computador, todos ficaram por muito tempo ao redor da mesa conversando sobre mudança.

Esse empresário ficou muito feliz e percebeu que algo tão simples e aparentemente “bobo” serviu para uma grande mudança em sua família, conseguindo reuni-la para trocar idéias, conversar, conhecer um pouco mais sobre o outro; fato que nunca havia ocorrido.

Fiquei muito feliz com esse resultado e isto serve para cada vez mais eu acreditar que mudanças são sempre benvindas, mesmo que eu não as entenda prontamente, mas com certeza servirão para meu aprendizado e crescimento.

História Empreendedora: “Divino´s”

É com muita alegria que hoje trago a história desse bravo guerreiro que tive a oportunidade de conhecer em um Seminário Empretec que ministrei há alguns anos.

Divino Fernandes, 32 anos, é um empreendedor da beleza (e quem não precisa e quer nos dias de hoje!).

Com 12 anos de idade, Divino saiu de casa após ser expulso por seu pai e por isso desde cedo precisou aprender a se virar. Vendeu frutas, foi garçom, terminou o Ensino Fundamental e em 1996, surgiu a oportunidade para trabalhar em um salão de beleza. Aqui começa um novo mundo para Divino.

Apesar das dificuldades, Divino nos conta que sempre teve ajuda de várias pessoas e principalmente de Deus, em quem sempre confiou e nunca o desamparou.

Inspirado por seu patrão e pelos mestres da tesoura, tais como: Wanderley Nunes e Jacques Janine decidiu em 2004, sair de Goiânia e ir para São Paulo com uma mochila nas costas, sem conhecer nada nem ninguém e apenas com um SONHO na cabeça: montar uma rede de salões de beleza como o Jacques Janine.

Foi muito difícil chegar em São Paulo e procurar emprego, pois não tinha nenhuma referência. Mas ao mesmo tempo, teve a oportunidade de conhecer a Sra. Luci, proprietária do Jacques Janine do Shopping Light que deu as diretrizes para que alcançasse seus sonhos.

Em janeiro de 2008, esse empreendedor abriu seu salão de beleza, o Divino´s, dando mais um passo rumo às suas metas. Atualmente, conta com 8 funcionários e já conquistou inúmeros clientes.

Divino diz que seu grande aprendizado nesta trajetória é de que possui capacidade de imaginar e condições de realizar tudo o que deseja. Seus acertos lhe fizeram chegar onde está e sem os erros que cometeu, com certeza não teria as oportunidades que teve e que lhe fizeram refletir sobre cada um deles e tirar uma lição, talvez não tivesse a maturidade que tem hoje.

Esse empreendedor deixa uma mensagem para aqueles que já trilham o caminho dos negócios ou que desejam ingressar nele:

“Empreender é dom de Deus! Nós ajudamos a enriquecer o mundo, garantimos alimentos na mesa de nossos colaboradores criamos fontes de renda para o nosso país e para o mundo, desenvolvemos mecanismos de sustentabilidade, desafiamos a crises e tornamos o mundo mais atraente.

Não se constrói um edifício sem colocar o primeiro tijolo.”

Para aqueles que desejarem conhecer melhor o Divino e sua empresa:

Divino´s – R. Bartira, 1242 – Perdizes – SP – Tel.: (11) 3877-1147/ 3672-6356
Site: www.divino-s.com
e-mail: contato@divino-s.com
Blog: www.divinos007.blogspot.com
Assista o vídeo de transformação realizado pelo Divino no You Tube:
http://www.youtube.com/watch?v=39HVskRgvb8

Palestra: “Faça o tempo trabalhar a seu favor!”

No dia 18 de junho, meu amigo Christian Barbosa fará uma palestra em Mogi das Cruzes pela Associação Comercial de Mogi das Cruzes.

Conheci o Christian em 2003 quando ele ingressou na equipe de facilitadores do Programa Empretec (ONU/ Sebrae) e apesar de muito jovem, um empreendedor de garra e de muita visão. Desde essa época, mantemos essa amizade.

Fiquei muito feliz quando ele me convidou para atuar na equipe de consultores que ele estava montando para a Tríade do Tempo (hoje Triad Consulting, uma estratégia para internacionalização da marca) e é com muito orgulho que visto a camisa da empresa, pois com a metodologia podemos ajudar e muito às pessoas conseguirem administrar melhor seu tempo para conquistar seus sonhos.

Para conhecer um pouco mais do Christian, acesse estes links:

Matéria na Revista Exame sobre sua sociedade com o Roberto Justus
Vídeo do Programa Hoje em Dia
 Site da empresa
 Site em parceria com a Revista Você S.A.

 

Para adquirir o convite para a palestra, ligue para (11) 4735-4158/ 4794-2025 com Inez ou Daiane.

christian

História Empreendedora: “Ricardo Eletro”

Há algumas semanas, estava assistindo ao Caldeirão do Huck e em um dos quadros havia um novo patrocinador chamado Ricardo Eletro.

Luciano Huck que adora histórias, foi conhecer a história do proprietário dessa empresa, desconhecida em São Paulo, mas popular em Minas Gerais e que já começou a estabelecer sua marca em outros estados.

Ricardo Nunes desde criança já adorava vender e ganhar seu dinheiro. Pegava mexerica da roça de seu pai, montava uma banquinha e vendia. Quando começaram a surgir concorrentes, ele fazia promoções e cobria qualquer oferta (e não por acaso, hoje, esse é o seu lema que está registrado em cartório).

Com 17 anos, pediu para sua mãe emancipá-lo, pois queria abrir sua própria empresa. Vendeu seu carro e comprou uma loja de 20 metros quadrados com um estoque de roupas que saiu vendendo pelas cidades vizinhas para juntar mais dinheiro e abrir, definitivamente, a Ricardo Eletro.

Como várias pessoas, Ricardo saia de Minas e vinha para São Paulo na Rua 25 de Março para comprar pelúcias e vários artigos de presentes para revender em sua loja e por incrível que pareça, apesar do nome, não havia nenhum eletrodoméstico.

Os clientes achavam estranho e perguntavam: “Sua loja chama Ricardo Eletro, mas não têm eletrodomésticos!”.

E Ricardo respondia sem titubear: “Ainda não tenho, mas em breve terei!”. Na realidade, ele já havia estabelecido sua visão de futuro e sabia que a venda de outros produtos era um meio para conseguir dinheiro para colocar as mercadorias que desejava.

Após 20 anos, o sonho daquele garoto empreendedor se transformou em 260 lojas nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Sergipe, Alagoas, Goiás e Distrito Federal.

Amigos… amigos… negócios… bem à parte!

Recebi na semana retrasada um questionamento do Izaías se um amigo dele poderia se tornar seu fornecedor e por isso resolvi tratar desse assunto neste post, afinal vejo inúmeros casos de amizade que acabam quando começam a ter uma relação comercial.

Não vejo nada errado em você trabalhar com amigos, com parentes; porém a relação deve ser pautada por uma total transparência.

Tudo começa no primeiro contato, esclareça quais são seus objetivos e coloque as regras do jogo. Depois, verifique quais os objetivos do outro e se este está de acordo com as regras.

Seu amigo deve ser informado que a partir desse momento que ele será tratado como qualquer outro fornecedor da empresa, cobrado pela qualidade, entrega e preço compatível com o mercado. Caso ele tenha problemas com qualquer desses itens, será informado e poderá ser trocado.

O grande problema é que as pessoas não deixam as regras claras e depois ficam constrangidas em falar algo, com medo de magoar a outra pessoa. E aí, muitas têm problemas por um longo tempo até conseguirem coragem para tomar uma atitude. Só tenha certeza de uma só coisa: você está sendo amigo da outra pessoa absorvendo o problema dela e ela? Está sendo verdadeiramente sua amiga prejudicando sua empresa? Nessa situação, quem está sendo mais amigo de quem?

Falamos de fornecedor, mas e o comprador ou usuário de um serviço? Contarei um fato que aconteceu em um grupo de amigos, todos empreendedores.

Um deles abriu um restaurante e o grupo desejava fazer uma confraternização, aí um dos nossos amigos falou para o dono do restaurante: “Bem que você poderia nos receber e não cobrar nada.” Nesse momento, ele respondeu: “Grande amigo! No meu restaurante você não quer pagar, isso que você diz ser meu amigo. No restaurante do meu concorrente, você nem sequer pede desconto, né?”

Que eu saiba quando temos amigos verdadeiros desejamos que eles cresçam. Agora se começamos a tirar proveito da amizade de forma negativa… quem está sendo amigo de quem?