Cansaço X Stress

Li uma entrevista do filósofo e educador Mario Sergio Cortella de quem sou uma grande admiradora por seus brilhantes pensamentos e mais uma vez ele me surpreendeu descrevendo a diferença entre o cansaço e o stress.

Segundo Cortella, “o cansaço resulta de um trabalho intenso, mas com sentido; o stress, de um trabalho cuja razão não se compreende. O cansaço vai embora com uma noite de sono; o stress fica.”

Fiquei pensando sobre isso e passados inúmeros treinamentos que ministrei para empreendedores e colaboradores de empresas de todos os tamanhos, compreendi melhor a reclamação de stress que ronda todas essas pessoas.

O stress é a doença da vida moderna e muitos ainda acham “chique” dizer: “estou estressado!”. Mas, isso é muito mais profundo do que imaginamos.

O stress é a consequencia de realizar um trabalho sem sentido, os dirigentes das empresas repassam ordens aos funcionários dizendo: “precisamos de resultados”. E que resultados são esses? Não são claros e transparentes. E o que acontece? Cada um sai correndo para um lado e não se chega a um ponto comum, deixando todos extremamente angustiados e descontentes.

Em um treinamento que ministrei recentemente para 50 gerentes de uma grande empresa, pedi para que eles escrevessem a meta da empresa, a meta do departamento e sua meta pessoal ou profissional para o próximo ano. E qual foi a surpresa?

Em relação à meta da empresa, houve divergências enormes, tanto em números quanto em o que realmente a empresa desejava: se era venda, redução de custo, produtividade e várias outras coisas que saíram.

Em relação à meta do departamento, vários gerentes disseram que não sabiam e em relação à meta pessoal, 90% disse que não conseguia pensar nisso, pois trabalhavam muito e não paravam para pensar no futuro.

E 100% dos participantes, ao serem questionados se estavam estressados, afirmaram que sim!

Nas conversas paralelas, muitos me relataram que financeiramente eram bem recompensados, mas ficavam perdidos, pois a cada momento a empresa dava uma nova diretriz e não entendiam o sentido de toda essa loucura.

Nesse momento, começamos a perceber porque a empresas estão perdendo seus talentos, pois quando alguns deles não veem sentido no que fazem, vão em busca do que realmente os motive para ação.

Vamos aproveitar o fim de ano e o início de mais um para estabelecer suas metas pessoais, profissionais ou empresariais; elaborar um planejamento e enfim, trabalhar bastante, porém com sentido e satisfação.

Assim, no final do dia, poderemos dizer: “Ufa! Estou esgotado, mas valeu a pena. Mereço uma boa noite de sono, pois amanhã tem mais!”

Que 2010 seja um ano de cansaço (rs…), mas não de stress!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s