Oportunidade x Oportunismo

Depois de uma semana que houve falta de combustível nos postos de São Paulo por causa da greve dos transportadores devido ao horário restrito dos caminhões, vejo um grande problema que como sempre acabou prejudicando os consumidores.

Muitos donos de postos resolveram aumentar de forma abusiva os preços, alguns postos chegaram a cobrar R$ 5,00 pelo litro da gasolina e vi nisso um oportunismo dessas pessoas.

E quando falo em oportunismo, muitas pessoas me perguntam sobre a diferença entre esse termo e oportunidade.

No dicionário encontramos o significado de “oportunidade” como “qualidade do que é oportuno (que convém, apropriado, conveniente)”.

E o significado de “oportunista” como sendo “aquele que sabe tirar proveito das circunstâncias de dado momento, em benefício de seus interesses. Na Medicina, utiliza-se o termo microorganismo oportunista que é capaz de infectar um hospedeiro cuja resistência está deprimida causando uma doença.

Posso dizer então que um empresário oportunista é aquele que em seu próprio  benefício e interesse se aproveita de uma situação emergente para extorquir e prejudicar os consumidores que necessitam do que ele oferece e ficam à mercê do que ele se dispõe a fazer.

Em relação à oportunidade, muitos empresários podem olhar o significado e dizer: “Mas lá está dizendo que é o que é oportuno, conveniente. Então, estou fazendo algo que é oportuno e conveniente para mim. O que há de errado?”

Você pode optar em seguir qualquer um dos caminhos, porém o resultado será bem diferente para cada um deles.

Vou ilustrar com uma velha história que contamos no Seminário Empretec sobre essas duas facetas.

Na década de 80, houve um terrível terremoto no México e não havia água potável. Apenas um empresário tinha uma fonte que havia sido afetada, sendo assim, resolveu vender uma garrafa de água 10 vezes mais do que era vendida, afinal, tinha que aproveitar a demanda! As pessoas compravam e pagavam, pois não tinham saída.

Na mesma cidade, havia um rapaz que produziu camisetas escritas: “Sobrevivi ao terremoto do México” e vendia pelo mesmo preço da água.

Quem viu a oportunidade? Quem era o oportunista? Qual o resultado de cada um?

O rapaz das camisetas ganhou bastante dinheiro, mas ninguém era obrigado a comprar seu produto. Porém, quem comprava se sentia orgulhoso por mostrar que era um sobrevivente e mostrava forças para continuar sua luta.

O dono da água também ganhou bastante dinheiro, mas as pessoas compravam contrariadas em pagar um preço tão alto, tendo a percepção de que aquele empresário era uma pessoa desumana e desonesta. As pessoas não achavam que ele devia dar a água de graça, poderia ter aumentado um pouco, mas não tão absurdamente. Resultado: quando tudo voltou à normalidade, o que você acha que aconteceu com esse empresário? Será que tinha alguém disposto a fazer negócios com ele? Ele tinha mantido seus clientes? Segundo o que se conta, esse empresário teve que sair da cidade, pois foi visto como um “microorganismo oportunista”.

Quando entramos no mundo dos negócios, é claro que desejamos ganhar dinheiro (e de preferência muito), mas para que isso aconteça, precisamos perpetuar nossa empresa, mantendo os clientes com preços justos e atendimento impecável.

De nada adiantará, tentar ganhar tudo de uma só vez porque ficará nessa uma só vez. Esses empresários que subiram demais o valor do combustível tiveram mais perdas do que ganhos. Ganharam de alguns consumidores porque estes precisavam e não tinham outra alternativa. Porém, alguns donos foram presos, tiveram seus funcionários presos e postos fechados por um período.

Quanto gastaram com fianças e postos fechados? Além disso, será que aqueles consumidores que se sentiram lesados frequentarão esses postos? Acredito que não e ainda farão uma grande propaganda negativa. Quanta perda por serem gananciosos!

Porém, no meio desse lixo todo, vi uma história de um dono de posto que resolveu colocar uma cota para cada cliente para poder atender mais pessoas e não deixar ninguém sem combustível. Tenho certeza de que alguns reclamaram (aqueles egoístas que apenas pensam neles), mas muitos consumidores viraram ou virarão clientes por terem sido atendidos em um momento tão complicado.

E você? Qual lado da moeda prefere estar como empreendedor e consumidor?

Anúncios

Um comentário sobre “Oportunidade x Oportunismo

  1. vera maria aurvalle alvares

    Com certeza eu estaria do lado da ética e da oportunidade. A ganância não leva a nada. Devemos percorrer o caminho do sucesso passo a passo, sem pular etapas.Surgindo uma oportunidade devemos abraçá-la. Para isso, devemos estar preparados para quando a oportunidade bater a nossa porta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s