Será que devo contratar parentes ou amigos?

Essa é uma grande dúvida que aparece no dia a dia dos empresários. Pode ser algo muito bacana ou também a maior dor de cabeça da vida.

Duas frases que gosto bastante nesse caso é: “Nunca contrate alguém que não conseguirá mandar embora.” e “Quem tem medo de demitir é porque não sabe contratar.”.

Então, se você é aquela pessoa que acaba se envolvendo emocionalmente com todas as pessoas que contrata e tem dificuldade em resolver problemas com elas quando aparece e mandar embora, nem gosta de pensar. Imagina se é um amigo ou um parente, como você ficará?

Nesses anos como empresária, já tive vários parentes e amigos que trabalharam comigo e, particularmente, tive muita “sorte” de ter pessoas que foram super profissionais, mas nem todos são assim.

Normalmente, contratamos essas pessoas por questões que envolvem a confiança, o relacionamento já estabelecido, mas isso não é garantia de que a relação profissional será tão boa quanto a pessoal.

O caminho que sugiro quando essas pessoas são contratadas é que fique super claro que dentro da empresa será um relacionamento profissional, se houver um problema não se está criticando a pessoa, mas a atividade que foi feita.

Também é importante frisar que não haverá diferenciação entre elas e os outros funcionários, todos serão tratados da mesma forma. E isso deve realmente ser feito para que o empresário também não perca a credibilidade e confiança dos demais funcionários. A pior coisa é você ver que o amigo ou o parente do “chefinho” pode sair mais cedo, poder faltar quando quer ou fazer coisas que os outros não podem.

Ser transparente é a melhor atitude que se deve ter nesse tipo de contratação e assim, se a outra parte não cumprir o que foi esperado e acordado com ela, consegue-se demiti-la mostrando os fatos.

Mas, lembre-se que por mais clareza e transparência se tenha, se algo não estiver indo bem, podem começar as fofocas nos grupos familiares e de amigos. Aí você nota aquela cara fechada de um, uma resposta ríspida de outro e taí, você foi eleito o vilão da história (que pode ser ou também pode não ser). A moeda tem dois lados, mas muitas vezes, as pessoas só veem um lado apenas.

Se um funcionário que é seu parente ou amigo está afetando sua empresa, mesmo que você pague um preço alto de rompimento de uma amizade ou a família ficar meio virada com com você, é melhor acabar de vez com isso. É claro que não é fácil, mas tenha certeza de que você muitas vezes fica adiando essa decisão por não querer magoar as pessoas, mas ninguém está ligando se está te magoando.

Além disso, lembre-se que muita gente acha que o empresário é um usurpador de riqueza e que sempre é o lobo mau da história. Então contra essas crenças não há o que fazer e assim é melhor viver sua vida e manter sua empresa em pé porque se não daqui a pouco nem você terá uma renda para chamar de sua.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s