2017 nos trilhos

trem-flores

Mais um post do parceiro TeuControle.com

Olá…

Quem não gostaria de começar 2017 nos trilhos, ter tudo acertado, nenhuma pendência de 2016 e tudo preparado para 2017? Utopia? Não se você souber utilizar o seu 13º para dar fôlego na passagem de ano.

Este benefício se perde se não soubermos o que fazer ou como utilizá-lo. Pago dívida, consumo ou invisto? E nesta “enrolação” ou não tomando uma boa decisão, o dinheiro se vai e não sabemos nem para onde foi.

Uma pesquisa da Associação Comercial de São Paulo demonstrou que 18% das pessoas não sabem lidar com o “dinheiro extra” e outra pesquisa realizada pelo SPC Brasil apresentou que 85% da população faz compras sem planejamento.

Diante deste quadro o TeuControle.com quer dar algumas dicas de como você pode organizar as finanças e aplicar de uma melhor forma seu 13º.

O pagamento do 13º é dividido em duas partes. A primeira parcela deve ser paga entre os meses de fevereiro até o último dia útil do mês de novembro.

A segunda parcela deve ser quitada até o dia 20 de dezembro descontado o adiantamento da 1ª parcela.

Primeira pergunta: Tenho Dívidas?

Man at desk in shirt and tie holding his head and worrying about money.

Com juros altos, as dívidas sempre têm um caráter de urgência. Por isso, se você tiver algum débito em aberto, esse será o primeiro destino do seu décimo terceiro. Algumas pessoas vão dizer que não podem sacrificar o Natal para pagar as dívidas, mas quando se endividaram lá atrás elas não pensaram nisso.

As dívidas que terão prioridades serão aquelas com juros altos. Negocie sempre, peça descontos para pagar a dívida, pois você está com dinheiro em mãos, não perca a oportunidade.

Segunda pergunta: Quais serão as despesas do início de 2017?

iptu-ipva

Entra ano e sai ano, IPTU, IPVA, material escolar, licenciamento de veículos, entre outros irão aparecer. Por que não aproveitar e utilizar o 13º para fazer uma reserva para não comprometer todo o orçamento do mês com essas contas. Se planejar direitinho, essas contas não afetarão os outros meses de 2017, ou seja, fuja do cheque especial para pagar essas dívidas, isso pode se arrastar por meses.

Terceira pergunta: Tenho investimentos?

Citrus sapling growing from coins

Se você não tem investimento, que tal se presentear, ou melhor, presentear a família com um investimento. Explique a necessidade de se investir, “pegue” uma parte do 13º e comece a fazer uma reserva. Que tal por um propósito para esse investimento? Uma viagem, compra de um bem, estudo ou cobrir situações extraordinárias (perda de emprego ou problema de saúde). É fazer 2017 diferente de 2016 com relação às finanças. Como falamos sempre no TeuControle.com “é você, no controle das suas finanças”.

Quarta pergunta: E o Natal?

dinheiro

É uma data de celebração! Com certeza o “bichinho” do consumo está eufórico, as mãos começam a coçar, o desejo por algo novo é inevitável, por isso, pare e respire…05 segundos!!!

Nós do TeuControle.com não queremos que você fique fora desse período. É importante para você, família e amigos; é o encerramento de um ciclo, mas é preciso ser consciente, ter em mente que o consumo deve ser inteligente, não se deixa levar por luzes, músicas – lembre-se que para começar um 2017 no azul é preciso disciplina e organização nas finanças.

É aconselhável comprar e pagar à vista para conseguir descontos maiores e evitar dívidas em 2017, vale a regra “não gaste se não pode e invista sempre que puder”.

Pense sempre que “é você, no controle de suas finanças” – não se perca nas armadilhas de final de ano para não se perder durante 2017 inteiro.

Faça um Natal de alegria com consciência, sabendo que está celebrando o encerramento de 2016 com a certeza de ter um 2017 próspero, não adianta nada pular sete ondinhas se seu comportamento não mudar.

Se você utilizar o sistema TeuControle.com durante 2017 inteiro, aplicando dicas do nosso Blog, garanto que a virada de 2017 para 2018 será mais próspera que esta de 2016 para 2017.

É preciso se planejar. Se não, no próximo ano vai ser a mesma bola de neve.

Se gostou do post, compartilhe nas suas redes sociais e até o próximo!

Equipe TeuControle.com

Aplicativos, você tem? Parte I

aplicativosapp

Aplicativos, você tem?

Aplicativos ou famosos apps que você encontra nas lojas da Google, Apple e Windows (entre outros), que parecem mágicos, que basta tocar no ícone e seus problemas são resolvidos.

Temos aplicativos para quase tudo ou tudo, desde um aplicativo de como dar nó em gravatas, e mais simples ainda, a aplicativos de GPS e outros mais complexos.

O sonho de muitos empreendedores é ter seu aplicativo, e que este aplicativo possa ajudar as pessoas e ainda gerar faturamento para o negócio.

Mas não é bem simples, precisa ter uma boa ideia, algo que realmente seja relevante aos possíveis usuários, inovador, por isso devemos pesquisar muito, entender sua legislação e classificação.

O número de aplicativos este ano deve ultrapassar a marca de 100 bilhões de downloads, veja link http://www.proxxima.com.br/home/mobile/2013/09/19/Download-de-aplicativos-deve-ultrapassar-marca-de-100-bilhoes-este-ano.html

Um mercado que podemos dizer que cresce exponencialmente, mas quanto tempo levamos para desenvolver um aplicativo, este link te dará uma ideia de tempo link http://mobgeek.com.br/blog/tempo-dev-app , mas lembre-se sempre que dedicação, planejamento e pesquisas são fundamentais para o sucesso do negócio.

E para começar a pensar em desenvolver algo que tal conhecer Andy Puddicombe, um ex monge budista que criou um aplicativo de meditação http://www1.folha.uol.com.br/tec/2016/03/1751579-ex-monge-budista-levanta-milhoes-de-dolares-com-aplicativo-de-meditacao.shtml

Este post será dividido em 3 partes, algumas dicas de como começar um aplicativo, tipos de aplicativos, sua legislação, pessoas envolvidas, como iniciar um projeto de aplicativo, entre outras informações.

Se você quiser contribuir, deixe suas mensagens em comentários ou nos envie um email para comercial@fabricadeempreendedores.com.br passando dicas de experiências como usuário ou desenvolvedor.

Lembre-se : “…os nossos conhecimentos são a reunião do raciocínio e experiência de numerosas mentes…” , então compartilhe.

Até o próximo post.

Fábrica de Empreendedores

Filme: “Não sei como ela consegue” e dicas para melhorar a produtividade das mulheres

Nunca tinha ouvido falar desse filme, mas foi uma das escolhas para o feriadão de Carnaval e coincidentemente minha amiga Patrícia postou no Facebook um comentário para mim, dizendo que eu conseguia e se eu poderia ensinar como fazer. Disse para ela que assistiria ao filme e depois faria os comentários sobre ele.

Meu marido e eu rimos muito porque em vários momentos nos vimos no filme, é uma comédia despretensiosa que trata da vida da mulher moderna buscando equilibrar carreira, maternidade e casamento.

Kate é uma profissional que trabalha com investimentos, apaixonada pelo marido Richard e tem um casal de filhos. Várias pessoas que convivem com Kate se questionam como ela conseguem fazer tudo e daí o título do filme.

No início do filme, Kate diz que existe uma pesquisa que as mulheres depois que têm filhos não conseguem dormir a noite toda porque ficam fazendo listas das tarefas que precisam realizar.

No trabalho, para demonstrar sua competência, Kate não recusa nenhum trabalho, mesmo se sacrificando. Momo, sua assistente, fica pasma de ver Kate muitas vezes desarrumada e sempre correndo, por isso diz que nunca terá filhos e se dedicará apenas ao trabalho.

Em um determinado momento, surge a figura de um colega de trabalho de Kate que busca se mostrar não pela competência, mas utilizando de vários artifícios não convencionais. Além de tentar minar sua autoconfiança. Mas, Kate se sobressai e é solicitada para um grande trabalho.

Devido a esse novo desafio, a agenda de Kate fica cada vez mais conturbada e isso acaba causando um grande conflito entre ela e seu marido. Até que um dia ela consegue falar um “não” para seu chefe, pois percebe que um emprego ela poderia encontrar em qualquer outro lugar, mas sua família era única. Mas, Kate, finalmente, consegue conciliar sua carreira e família!

Assistam ao filme, vale a pena!

Agora, para atender à Patrícia, eu não vou “ensinar”, mas darei algumas dicas de como eu lido com os diversos papéis que possuo no meu dia-a-dia para torná-lo mais produtivo e equilibrado. Quem sabe posso ajudar as várias mulheres “malabaristas” do mundo moderno!

PAPEL 1 – PROFISSIONAL

Como possuo uma empresa de treinamento, tenho uma vida bastante agitada em alguns períodos e em outros nem tanto. Enfim, não tenho uma rotina muito bem definida.

  • Reuniões – procuro fazer via Skype se possível, evitando deslocamentos. Se não puder ser virtual, procuro marcar em horários de fluxo menor de carros. Muitas vezes, prefiro utilizar metrô e táxi, pois consigo otimizar algumas atividades.
  • Comunicação – prefiro utilizar o e-mail ou o Facebook ao invés de telefone ou celular. Para mim, é mais dinâmico. Ligação telefônica só se for urgente.
  • Delegação – se eu estiver muito ocupada, verifico se meu sócio pode realizar algumas atividades para agilizar os trabalhos.
  • Eventos/ feiras/ congressos – verifico o quanto isso irá me agregar, ir por ir apenas para agradar alguém, sem chance. Se tiver algum tipo de aprendizado, oportunidade e networking, aí vale a pena.
  • Roupas básicas e clássicas – prefiro peças que combinem facilmente umas com as outras e que não saiam de moda. Assim como os sapatos.
  • Hotel – procuro reservar com bastante antecedência para não me estressar com a falta de vagas e preços elevados. Gosto de me hospedar nos hotéis Ibis ou Mercure porque já sei exatamente o que encontrarei e consigo pontos no programa fidelidade.
  • Dizer NÃO – se o trabalho estiver fora do escopo da minha atuação, clientes problemáticos, preço fora do que considero justo; digo “não” sem sombra de dúvidas para não perder tempo e depois me arrepender.
  • Horários – me programo para sair com bastante antecedência para qualquer compromisso. Afinal, sou consultora da Triad que é especializada em gestão de tempo e produtividade, chegar atrasada depõe contra tudo o que prego.
  • Aeroportos e rodoviárias – aproveito o tempo que preciso esperar para pegar o voo ou o ônibus para ler, escrever, estudar, planejar.
  • Trabalhar em home-office – isso é uma libertação, porém exige disciplina de todos da casa. Uma vez, li uma entrevista do Gustavo Cerbasi que dizia que não tinha escritório e tinha apenas uma assistente (eu acho que era virtual). Aí, fiquei pensando se uma pessoa famosa e reconhecida como o Cerbasi trabalhava em casa por que “eu” tinha que ter um escritório? Só para falar que tinha? Meus clientes nunca vieram até mim, sou eu que vou até eles. Trabalhar em casa me dá liberdade de utilizar a roupa que desejo, ter tempo para cuidar da minha família e da minha casa, me programar melhor. Isso é qualidade de vida!

PAPEL 2 – MÃE

A Samara tem 6 anos e é uma menina alegre e super independente. Nunca me senti culpada em deixá-la para cumprir meus compromissos profissionais. Sempre parto com alegria, por isso quando volto ela sempre pergunta empolgada: “Como foi lá? Foi tudo bem? Deu tudo certo?” Ela entende que é importante para mim o que faço assim como vibro com tudo o que ela faz. Torcemos uma pela outra!

Apesar da vida maluca, consegui sempre estar presente em seus primeiros desafios: o primeiro corte de cabelo, o primeiro dente a cair, suas primeiras palavras, seu primeiro espetáculo na escola, seu primeiro dia de aula e tudo isso, é imperdível!

  • Babá – nunca tive babá para cuidar da Samara. Quando estamos em casa, meu marido e eu cuidamos de tudo o que ela precisa; fazemos questão de levá-la e buscá-la na escola. Faço seu almoço, cuido de sua roupa e de suas lições da escola. Quando precisamos, temos ajuda dos meus pais ou dos pais do Samuel para nos dar assistência.
  • Passeios e viagens – fazemos questão de planejarmos a viagem ou passeio com foco nas preferências da Samara para que ela curta e nós não nos estressamos.
  • Refeições – isso é algo que não abrimos mão quando estamos em casa. Fazemos as refeições juntos e sentados à mesa, pois é o momento de conversarmos e sabermos sobre o dia de cada um de nós.
  • Atividades em casa – assistimos a filmes que Samara gosta, brincamos com jogos de tabuleiro. Enquanto eu prefiro ler e contar estórias, Samuel gosta de desenhar com ela.
  • Momento despertar – se estou em casa, Samara acorda e me chama para o ritual: ela se esconde nas cobertas, deito em cima dela fingindo que não a vi até ela começar a se mexer, eu tiro as cobertas levando um susto. Aí ela pede colinho e fica no chamego por uns 15 minutos até ela resolver se levantar.
  • Saúde – programo todas as vacinas e retornos médicos. E como ela diz que será médica, não reclama de nada.

PAPEL 3 – ESPOSA

Meu marido é um tesouro, sem ele com certeza eu não daria conta de fazer tudo o que eu faço, pois ele me ajuda muito em tudo: cuida da Samara, da casa, da empresa e por isso também tenho que cuidar dele.

Uma vez, viajamos tanto a trabalho que não conseguíamos nos encontrar. Marcamos um jantar em São Paulo pelo menos para um bate-papo. Aí eu fui para um hotel e ele foi para outro do outro lado da cidade porque tínhamos treinamento no dia seguinte em locais diferentes.

  • Nossos momentos – a Samara é tão independente que muitas vezes ela “foge” de casa; se manda para a casa dos avós e nem dá “tchau”; então, são momentos que aproveitamos para assistir a um filme, jantar, conversar (mais) e namorar.
  • Saúde – fico atenta às suas consultas médicas, se não ele foge.

PAPEL 4 – DONA DE CASA

Muitas das coisas que consigo fazer em outros papéis acontecem porque consigo ter produtividade nas atividades chatas que precisamos fazer em casa. Meu senso prático ou por não gostar de fazer determinadas atividades, faz com que eu procure formas mais fáceis de realizá-las.

  • Casa ideal – Meu marido gostaria de aumentar nossa casa, mas eu não curto muito a ideia, por quê? Só temos uma filha e a princípio, ficaremos apenas com ela. Daqui a algum tempo, provavelmente, ela deverá estudar fora ou passará muito tempo fora de casa. Então para que uma casa enorme para ficar apenas eu e ele? Só vai dar trabalho para nada. Além disso, pelo tamanho da casa eu não preciso ficar me preocupando em ter empregada todos os dias, me estressando para encontrar uma de confiança e comprometida. Se minha faxineira resolve não vir, tudo bem, por aqui tudo é tão prático que em pouco tempo eu dou conta com a ajuda do meu marido.
  • Escolher bem os eletrodomésticos – minha melhor aquisição até hoje foi uma máquina de lavar de 15 kg. Faz muito mais em menos tempo. O freezer também é algo imprescindível para mim, gosto de preparar pratos em grande quantidade e aí congelo para os momentos que preciso. O fogão de 6 bocas também me permite cozinhar um monte de coisas ao mesmo tempo e o forno por ser grande, asso bastante coisa em uma tacada só.
  • A torneira elétrica – poupa um trabalho enorme na hora de lavar louça com gordura. Fica tudo limpinho com menos esforço.
  • Decoração – nada de enfeitinhos e tapetes, para limpar é um horror, então aboli tudo.
  • Quarto da Samara – caixas organizadoras são bem bacanas para colocar os brinquedos das crianças. Periodicamente, verificamos com a Samara quais brinquedos ela vai doar para liberar espaço para as coisas que ela mais gosta. Ela verificou ao arrumar o quarto dela o quanto isso dá trabalho, então tem conseguido organizá-lo do seu jeito, mas já é um bom começo para uma criança de 6 anos. Coisas dela ficam em seu quarto e em nenhum outro cômodo da casa.
  • Pedir ajuda ao marido – tem muita mulher que reclama que o marido não faz nada, mas também não pede ou “acha” que ele não conseguirá fazer tão bem quanto ela. Às vezes, não faz mesmo, mas por que é preciso tanta perfeição? Ou, se está fazendo errado, ensina. Samuel me ajuda muito e aprendeu depois que casou, a única coisa que ele se nega a aprender é passar roupa, mas isso eu nem recrimino, pois eu também odeio, só se for extremamente necessário. Isso eu deixo para minha faxineira.
  • Cozinhar – eu adoro preparar pratos bacanas, mas não dá para fazer isso todos os dias. Então, por isso determinados pratos, já faço bastante para congelar ou pelo menos quantidade suficiente para duas refeições. Já ganho tempo! O Samuel também gosta de cozinhas, mas depois de pronto ele deixa tudo limpinho!
  • Documentos – organizados em pastas e por tipos
  • O lema é: Se todo mundo ajudar, vamos terminar antes e nos divertir mais cedo!

PAPEL 5 – EU LTDA.

Esse é o momento dedicado a mim, onde faço coisas importantes dedicadas a minha pessoa!

  • Cabelereira e manicure – não sou vaidosa, mas preciso cuidar da minha imagem pessoal ao me apresentar para meus clientes. Mas, também posso ser produtiva nesse momento. Escolhi um corte de cabelo que não dá trabalho, um secador dá conta de mantê-lo arrumado; tintura e corte uma vez por mês e deu! Procuro pintar as unhas com tons clarinhos para mantê-los por mais tempo e se der uma lascadinha, dá para dar um jeitinho rapidinho. Minha manicure fica louca para por um tom escuro, mas só de vez em quando eu deixo!
  • Leitura – sou uma leitora voraz, adoro passear nas livrarias para verificar lançamentos. Mas, dificilmente compro algo lá, as lojas na Internet são bem mais baratas e seu achar na Estante Virtual que é um sebo virtual, é lá mesmo que eu compro!
  • Cuidados – tem o meu momento dos esfoliantes, dos cremes. Afinal, eu também sou mulherzinha!
  • Atividade física – meu marido e eu combinamos de pelo menos três vezes por semana fazer uma caminhada para sair do sedentarismo e emagrecer. Estabelecemos o horário em que nossa filha fica na recreação.
  • Saúde – agendo para marcar as consultas médicas entre janeiro e fevereiro, épocas mais tranquilas para mim.

PAPEL 6 – BLOGUEIRA

Procuro escrever o blog O Universo da Samara às segundas, quartas e sextas e o blog da Fábrica de Empreendedores às terças e quintas.

PAPEL 7 – FAMÍLIA

Procuro chamar meus pais para jantar ou almoçar comigo para que possamos conversar e conviver mais.

OUTRAS DICAS QUE SERVEM PARA QUALQUER PAPEL

1. Listinhas – eu sou a rainha das listinhas. Algumas delas, você fará uma vez e depois poderá utilizá-la em outros momentos, fazendo pequenas alterações. Faço no Word, no Neotriad (www.neotriad.com) ou no meu bloquinho de anotações que levo para qualquer lugar. Por fazê-las tanto, a Samara também faz, ela ainda não consegue escrever tudo, então ela desenha. Vou citar as listinhas que me ajudam no dia-a-dia:

  • Compras – durante a semana, anoto o que precisarei comprar no supermercado no meu bloquinho e faço as compras no sábado ou  domingo de manhã. Faço o cardápio da semana seguinte e verifico o que precisarei comprar para compô-lo.
  • Viagens – tanto a trabalho quanto a passeio, tenho minha lista para não faltar nada como medicamentos, roupas, acessórios, artigos de banho, sapatos, documentos, equipamentos.
  • Festas – tenho uma lista com atividades a serem realizadas, cardápio,  itens a serem comprados, quantidade por pessoa, louças, equipamentos, convidados. Quando faço uma festa, sempre faço um inventário para evitar faltas e sobras. Alguns itens podem ser congelados, então me antecipo para deixar tudo para fazer em cima da hora.
  • Fim de ano – lista com nomes de pessoas que preciso presentear e prováveis presentes. Faço as compras, aproximadamente, 15 a 30 dias antes do Natal.
  • Treinamentos – tudo o que deve ser realizado para que aconteça: local, materiais, coffee-break, contatos com participantes, equipamentos, filmes, profissionais envolvidos.
  • Planejamento semanal – na sexta (de preferência) ou sábado ou domingo, planejo minha semana utilizando o Neotriad (tanto para assuntos profissionais quanto pessoais). Lanço todos os meus compromissos e tarefas que preciso executar. Por exemplo: Se eu tenho uma reunião, lanço como compromisso na data marcada  e verifico tudo o que preciso fazer para essa reunião acontecer e lanço como tarefa. Depois é só executar e monitorar.

2. Tenha sempre um bloco de anotação próximo – muitas vezes, lembro de atividades ou tenho ideias no meio de uma reunião, no avião, no ônibus ou de noite. Aí, já saio anotando para não esquecer. Se você acorda muito durante a noite lembrando de um monte de coisa, anote; você perceberá que ao fazer isso, voltará a dormir com muito mais tranquilidade. Se você não fizer isso, toda hora acordará porque seu cérebro não ficará relaxado com medo de você esquecer.

3. Estabelecer as metas – isso faz com que você visualize o futuro e se planeje melhor; não perdendo tempo em situações que não agregam.

4. Fazer o que é importante para mim e para minha família – não fico a mercê do que a sociedade acha que você tem que fazer. Vamos a lugares que desejamos ir, temos o carro que podemos ter, compramos o que podemos comprar, me relaciono com quem gosta de mim pelo o que sou e não pelo o que tenho. Pouco me importa se todo mundo vai a um determinado lugar ou faz determinada atividade porque é o “must”, o que importa é agradar a nossa família.

5. Não reclamar dos problemas – focar nas soluções e tomar decisões. As pessoas perdem um tempo danado reclamando para pessoas que nunca vão resolvê-los. Então, ao invés de reclamar, pense no que pode fazer para melhorar.

6. Comprar pela internet – eu nunca tive problemas com minhas compras e já comprei quase tudo que se pode imaginar, porém sempre busco empresas conceituadas, mesmo pagando um pouco mais caro. Não preciso enfrentar trânsito, sair de casa e lojas cheias.

7. Viagens – em feriados, não viajo. Prefiro aproveitar para ir para locais onde posso desfrutar de tranquilidade, sem trânsito, sem aglomerações, sem filas. Por exemplo: no Carnaval, fomos para São Paulo, fizemos um passeio super bacana e sem estresse. Vejo um monte de gente que viaja no feriado para descansar e volta mais cansado e o pior, passa a semana toda reclamando para todas as pessoas que encontra do inferno que foi!

8. Restaurante em finais de semana – para aproveitar melhor meu dia, se resolvo almoçar fora, prefiro chegar logo na primeira hora ou melhor, abrir o restaurante. É muito mais tranquilo, não tem fila de espera, ficamos muito mais à vontade e somos melhores atendidos, pois os garçons ainda não estão de mau humor.

9. Shopping – evito os horários de maior “muvuca” para poder estacionar tranquilamente. Se vou no fim de semana, chego cedo, almoço cedo e vou para o cinema cedo. Quando o tumulto está começando, eu estou indo para minha casinha feliz e descansada.

10. Pedágio – como vamos sempre à São Paulo, decidimos colocar o Sem Parar, pois estávamos perdendo muito tempo para passar o pedágio. Uma dica, nós não pagamos nem o aparelho e nem a mensalidade porque conseguimos uma promoção do aparelho grátis pela Folha de SP e o Amex nos liberou da mensalidade. É só ficar atento às promoções que surgem por aí.

Acredito que consigo levar uma vida equilibrada por conta de três aspectos: FOCO, PLANEJAMENTO e DISCIPLINA.

Se vocês analisaram algumas ações que pratico, acabo ganhando minutos preciosos ou até horas, permitindo que eu faça muito mais coisas em menos tempo. Além disso, não economizo apenas tempo, mas também dinheiro. Vamos para um exemplo?

Quando digo que compro pela internet, economizo em tempo por não precisar sair de casa e ficar procurando nas lojas que às vezes são distantes uma das outras e o tempo de procura pelas lojas na internet é muito mais rápido. Em relação ao custo financeiro, costumo encontrar preços mais atrativos na internet e não tenho gasto de gasolina, de estacionamento e outros que acabam por vir, mesmo pagando o frete da entrega.

Sendo assim, se formos juntar tudo isso, consigo economizar TEMPO e DINHEIRO. Levar uma vida com qualidade e muito mais tranquila!

Que tal começar a planejar, hein?

Dicas para Empretecos

Quem são esses seres chamados “Empretecos”?

São pessoas que realizaram o Seminário Empretec ministrado no Brasil pelo Sebrae, mas elaborado pela ONU que trabalha as características do comportamento dos empreendedores, isto é, por uma pesquisa realizada entre as décadas de 70 e 80 por duas empresas a MSI e a MCBer, verificou-se que os empreendedores de sucesso possuiam 10 características em comum que são:

1. Estabelecimento de metas – sabem onde querem chegar

2. Busca de Informações – coletam informações no mercado para subsidiar suas decisões, planejamento e análise de riscos

3. Planejamento e Monitoramento Sistemático – planejam todos os passos da empresa, criam índices para monitorar os resultados

4. Busca de Oportunidades e Iniciativa – buscam novas oportunidades no mercado e atuam em prol disso

5. Exigência de Qualidade e Eficiência – acreditam que tudo pode melhorar, procurando fazer algo mais barato e rápido

6. Correr Riscos Calculados – analisam os riscos do negócio e buscam formas de minimizá-los

7. Comprometimento – quando prometem, cumprem

8. Persistência – se existe uma meta, não desistem, buscar formas de alcançá-la

9. Persuasão e Rede de Contatos – estabelecem uma rede de contato para utilizá-la para abrir portas e se manter aberto para ser útil aos outros

10. Independência e Autoconfiança – acreditar em sua competência e seguir em frente, mesmo diante dos obstáculos

O seminário Empretec é considerado um dos melhores cursos de empreendedorismo do mundo e é voltado totalmente para o autoconhecimento a fim de que o empreendedor possa mudar comportamentos que podem prejudicá-lo na busca de resultados.

Ontem, durante uma palestra no Senac Santo Amaro sobre Gestão da Inovação encontrei um casal de Empretecos e uma das coisas que me perguntaram foi: “Como continuar a praticar os comportamentos sem perder a motivação?”

Essa é uma pergunta que sempre me fazer, por isso resolvi dar algumas dicas para os Empretecos:

1. Verifique seus comportamentos mais fortes e pratique-os, pois com certeza, apesar dos problemas que já ocorreram, foi por eles que muitos conseguiram manter suas empresas.

2. Verifique seus comportamentos a melhorar e busque ferramentais para ajudar na prática. Exemplo: se seu comportamento de Planejamento e Monitoramentos Sistemático não é tão forte e você se perde na gestão financeira de sua empresa, busque um curso na área (aqui vai uma propaganda: faremos um curso em junho – visite www.espacodoempreendedor.wordpress.com/curso-de-financas/ )

3. Junte um grupo para compartilhar os problemas e buscar soluções em conjunto. Vários Empretecos se reúnem e fazem Busca de Informações para as empresas participantes, auxiliam a elaborar o Plano de Negócios, dão “pitacos” para ajudar na construção de empresas melhores

4. Frequente palestras focadas em suas necessidades, existem várias gratuitas. O Senac-SP está promovendo até 30/06/2011 várias palestras em suas unidades.

5. Converse com outros empreendedores, visite outros negócios (concorrentes inclusive), leia mais (jornais, revistas, blogs)

6. Escreva… escreva… escreva… Isso ajuda no planejamento e deixar a cabeça vazia para pensar em coisas novas

7. Procure conhecer seu cliente, converse com ele, veja como ele age. Seja inovador

8. Planeje seu tempo para fazer tudo isso. Dica www.triadps.com

9. Adoro o número 9 e por isso, vai a última dica: escreva suas metas SMART e faça o planejamento para alcançá-las. Compartilhe e peça ajuda aos outros para chegar lá!

Espero ter ajudado um pouquinho e se quiserem saber sobre mais algo, é só enviar os comentários!

Como escrever um plano de negócios (Parte 1)

Em todo curso de planejamento é falado sobre a importância de se escrever um Plano de Negócios, mas por que exatamente?

Há um grande engano de muitos empresários que acreditam que devem escrever um plano apenas quando precisam de um investimento, aí pela urgência fazem de qualquer jeito, o que o torna irreal e impreciso.

Ele também será muito útil quando você quiser agregar um sócio, vender e divulgar sua empresa, conquistar determinados clientes e fornecedores.

Mas, o principal é conhecer realmente o seu negócio para que você possa expandir, mudar os rumos da empresa ou até tomar a decisão de fechar ou não abrir, se ela não for viável.

Já vi e revi muitos planos de negócios e posso garantir que grande parte está baseada apenas na visão do empresário, no que ele “acha”, sem analisar o contexto que está inserido, sem se preocupar com o futuro, sem fazer uma busca de informações e análise de riscos mais aprofundada. Por isso, os planos são confusos e imprecisos e quando começo a questionar as informações me deparo com pessoas despreparadas que não passam das questões iniciais para me dizer que acreditam que precisam conhecer melhor seu negócio.

Dividirei a elaboração de Plano de Negócios para dois públicos distintos: os que desejam montar seu negócio e aqueles já possuem um negócio próprio.

Para aqueles que desejam montar seu negócio, as perguntas são:

1. O que você deseja montar?

2. Por que você quer esse negócio?

3. Quanto você quer ganhar com esse negócio?

Para aqueles que já têm um negócio próprio, as perguntas são:

1. Você está satisfeito com esse negócio?

2. Como você vê o futuro desse negócio?

3. Qual o faturamento que você deseja daqui a 5, 10, 20 anos?

Pense nessas perguntas, na semana que vem, explicarei o motivo de cada uma delas para que você analise melhor a sua empresa.