Planejamento Semanal – Parte 2

planejamento

Planejamento Semanal – Parte 2

Olá…

Dando sequência à parte 1 do planejamento semanal, agora vamos entender o que você tem para a sua semana. Comece a fazer uma lista de atividades que você quer executar durante a semana, divida essas atividades em tarefas e compromissos.

Tarefa é algo que você irá fazer durante o dia, ou seja, de manhã, a tarde ou a noite e leva um determinado tempo para executar, compromisso é um período de tempo já pré-determinado, com início e fim, exemplo uma consulta médica, que tem data e horários de início e fim.

Você vai fazer um checklist das atividades, como abaixo:

  • Ir ao médico
  • Fazer relatório de vendas
  • Reunião com diretoria
  • Exames médicos
  • Preparar sala de reunião
  • Desenvolver projeto de Marketing

Lembre-se que você está colocando atividades que realmente acredita que irá fazer, sejam elas pessoais ou do trabalho. Feito o checklist das suas atividades, agora é o momento de distribuir durante a semana que irá começar. Vamos ver o exemplo:

  • Segunda-feira:

Ir ao médico (compromisso) – horário das 9:00 as 10:00 hrs

Preparar sala de reunião (tarefa) – duração será de 01 hora

  • Terça-feira:

fazer exame médico (compromisso) – horário das 07:00 as 08:00 hrs

Reunião com diretoria (compromisso) – horário das 14:30 às 16:00 hrs

  • Quarta-feira:

desenvolver projeto de Marketing (tarefa) – duração de 03 horas

Fazer relatórios de vendas (tarefa) – duração de 01 hora

Perceba que você começou a entender o seu dia a dia, que na segunda você tem 02 horas de atividades, na terça 02 horas e meia de atividades e na quarta você tem 04 horas de atividades – aqui você já sabe dizer que na quarta seu tempo já está ficando mais apertado, que é melhor não colocar muita atividade neste dia, que é bom fazer um “replanejamento”.

Faça esse Planejamento Pessoal de 03 dias durante pelo menos 30 dias, e observe os resultados, quando estiver com mais prática, ou se sentir mais confortável, comece a fazer 07 dias, fica a dica do post 01 de começar o Planejamento Semanal na sexta.

No próximo post irei gravar um vídeo mostrando isso na prática, fique atendo e se tiver dúvidas nos encaminhe um email no comercial@fabricadeempreendedores.com.br contando sua dificuldade e lhe ajudaremos,  até o próximo post.

Anúncios

A importância do significado, do método e da disciplina

Há dez anos, ministro treinamentos comportamentais e sempre me deparei com pessoas que dizem ser muito difícil alcançar suas metas. E por que acontece isso?

Primeiro, a falta de um significado na vida das pessoas que dará o motivo real do porque deseja alcançar determinada meta.

Quando questiono as pessoas sobre o que REALMENTE desejam para suas vidas? Surge, normalmente, um grande hiato. Ou nunca pensarem sobre isso ou  percebo que alguns dão respostas automáticas, como se fosse apenas para atender aos meus questionamentos ou para mostrar às outras pessoas que possuem uma resposta.

Na maioria das vezes, não sinto nenhuma emoção na fala das pessoas, nenhum brilho nos olhos, percebo apenas um grande vazio por não ter verdadeiramente encontrado uma meta com significado.

É fácil dizer que quer uma casa, um carro, uma viagem, um curso, ser voluntário, ganhar mais dinheiro, ter mais tempo livre. O difícil é encontrar o real significado para obter isso.

Sem esse significado, mesmo tendo um excelente método, a disciplina não acontece. Quer um exemplo? Meta de emagrecimento.

Hoje em dia, é muito comum as pessoas dizerem que desejam emagrecer tantos quilos e conscientemente, sabem que será bom para sua saúde ter um peso adequado, sabem que precisam fazer uma dieta equilibrada, sabem que é necessário faze atividades físicas, porém saber não é “fazer”.

Elaboram uma rotina para emagrecer, começam na segunda e desistem na sexta, dando várias desculpas por não conseguir.

E a grande verdade é que as pessoas não encontraram o “real” motivo para emagrecer. Muitas apenas encontram esse motivo quando depois de um mal súbito vão ao médico e este diz: “se você não emagrecer, você não vai durar muito!”

Nesse momento, alguém deu o significado à pessoa que assume como seu, aí define um método e a disciplina surge, afinal quem quer morrer?

Uma participante de um dos treinamentos me disse que para muitas mulheres o significado encontrado para emagrecer vem do casamento, pois precisa entrar de qualquer jeito no vestido encomendado (e normalmente é um número menor). A noiva define o método e tem disciplina porque se vê no dia do casamento linda e maravilhosa no vestido. E depois do casamento?

Muitas perdem o significado e não encontram outro, então bye-bye disciplina!

Por isso, quando trabalho metas, sempre questiono em relação ao significado, pois se não for forte o suficiente, nenhum passo será dado.

E você? Vai ficar esperando a vida te trazer algo ou vai em busca do que realmente deseja com significado?

Como escrever um Plano de Negócios (Parte 2)

No post anterior que trata desse assunto, fiz algumas perguntas norteadoras para a elaboração de um plano, você respondeu? Vou esclarecer o motivo delas: 

Para aqueles que desejam montar seu negócio, as perguntas eram: O que você deseja montar? Por que você quer esse negócio? Quanto você quer ganhar com esse negócio?

Muitas pessoas apenas respondem a primeira pergunta da seguinte forma: “Quero algo que dê dinheiro”. Mas exatamente, o quê? Para àqueles que não sabem, a primeira coisa que se deve fazer é uma boa pesquisa de mercado, saber o que as pessoas precisam e desejam e para quem já tem algo definido, lá vai outra pergunta, as pessoas realmente querem o que você vai oferecer? Não adianta você ter uma grande idéia se não tem mercado.

Vamos exemplificar, fui ministrar um treinamento no interior do Paraná e verifiquei que não haviam rotisserias no local, apenas alguns restaurantes; sendo assim, não seria uma boa idéia montar um boa rotisseria, afinal a concorrência era mínima, eu adoro cozinhar e seria uma novidade? Fui fazer uma pesquisa e verifiquei que seria uma péssima idéia, pois a região possui muitos imigrantes italianos que cultivam a tradição de fazer suas próprias massas e pratos e as pessoas não vivem a loucura das grandes cidades que tudo precisa ser urgente; nos supermercados encontramos poucos pratos prontos, pois não há procura. Os habitantes ainda cultivam o hábito de almoçarem e jantarem em casa com toda a família reunida.

Pois é, uma ótima IDÉIA, porém com poucas chances de êxito, por isso nunca deixe de realizar uma boa pesquisa de mercado.

Quando uma idéia de negócio começa a florescer, as pessoas se apaixonam por ela (veja meu post sobre isso) e não acreditam que algo pode dar errado. Cuidado em fazer algo que você ama e acha que pode virar um excelente negócio, muitas pessoas quando perguntadas por que montaram ou querem montar tal negócio respondem que é algo que gostam muito. Quando ouço essa resposta me parece que o negócio é mais um hobby e na verdade, não é (pode até ser para alguns). Já conheci muitos artesãos que são brilhantes, mas quando montar um negócio na área não deslancham, pois gostam de produzir, mas muitas vezes têm dó de vender, já viram isso? Ou então pessoas que acham que só porque gostam daquilo ou acham bacana, todos vão gostar.

Aqueles que querem empreender, precisam saber quanto querem ganhar com o negócio, caso contrário, como planejar a abertura e crescimento? Já vi pessoas investindo R$ 100.000,00 para lucrar R$ 800,00, sendo que em uma boa aplicação poderia até lucrar muito mais, quanto tempo essa pessoa vai demorar para recuperar seu investimento? Pode parecer estranho, mas grande parte das pessoas abre um negócio sem a menor noção de faturamento e lucratividade e aí vem a grande decepção.

Bem, vamos passar para aqueles que já têm um negócio próprio, as perguntas eram: Você está satisfeito com esse negócio? Como você vê o futuro desse negócio? Qual o faturamento que você deseja daqui a 5, 10, 20 anos?

É difícil você manter por muito tempo algo que não curte mais, por isso, quando bater um certo desânimo se questione se vale a pena estar nele ainda ou se vale vendê-lo ou mudar de ramo porque quando você está em uma fase de desmotivação (e isso não acontece só quando o negócio vai mal) não se consegue inovar, ter boas idéias, buscar outras oportunidades. Agora quando você curte sua empresa, as idéias fluem, as oportunidades aparecem, pois há sempre um desafio.

Pare, feche os olhos e vislumbre seu futuro… como você se vê? Com essa empresa ou não? Se não, o que você está fazendo? Se sim, como essa empresa está daqui a alguns anos? Isso é importante para você estabelecer suas metas pessoais e empresariais e elaborar seu planejamento.

No próximo post, falarei sobre a pesquisa de mercado.