Pequenas ações, grandes feitos

Olá!

blurred-image-of-people-in-underground2016 passou rápido, não é? Parece que foi ontem. Uma sensação de que o tempo está voando a cada ano que passa, mas o tempo sempre é o mesmo. O que pode mudar são nossas atitudes no nosso dia a dia.

Pequenas ações levam a grandes feitos, mas para tudo isso acontecer temos que nos mexer. Nos preocupamos muitas vezes em superar os feitos de outras pessoas quando na verdade temos que superar a nós mesmos.

black-and-white-image-of-young-woman-sitting-on-benchSó você e mais ninguém sabe das suas dificuldades e resolvê-las depende 99% das suas atitudes. E quando essas dificuldades passam pelo financeiro e que muitas vezes buscamos resolvê-las de forma “desestruturada” e desesperada, ao invés de resolver, aumentamos o problema.

Este ano o TeuControle quer que você saia desse círculo vicioso, como dizemos “ é você, no controle das suas finanças

Nosso foco em 2017 é mostrar como você pode fazer um ano diferente, sair da rotina das tentativas e entrar na rotina do fazer: a palavra é executar!

tourist-looking-at-mountainsProblemas irão existir, mas se você estiver planejado as dificuldades serão enfrentadas com mais clareza e assertividade. Vamos construir um 2017 diferente e que não será mais do mesmo de 2016.

Inscreva-se no www.teucontrole.com e receba um Ebook de “Como começar seu planejamento financeiro pessoal”. Ele é simples e de fácil execução.

E para embalar este ano que tal um som,  aumente o volume…


Obrigado e até o próximo post.

Equipe TeuControle.com

Meta x Projeto

meta versus planejamento

O que é Meta e o que é Projeto ?

Conversando com amigos e clientes, me deparo sempre com a pergunta:

Qual a diferença entre Meta e Projeto?

Na Fábrica de Empreendedores definimos da seguinte forma:

Meta

É caminho ou o passo-a-passo para se chegar a um objetivo. É um desafio, algo que se pode realizar, uma etapa a ser atingida dentro de um objetivo, no seu topo ou em parte.

Projeto

Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Os projetos e as operações diferem, principalmente, no fato de que os projetos são temporários e exclusivos, enquanto as operações são contínuas e repetitivas. (segundo PMBOK)

E logo em seguinte vem a pergunta:

E como faço minhas Metas e os meus Projetos?

Então vamos as metodologias:

Meta

Utilizamos o modelo SMART para criar as metas, SMART é um acróstico para os termos em inglês: Specific, Measurable, Archievable, Relevant e Time-bound que em português seria eSpecifico, Mensurável, Alcançável, Relevante e Temporal, vamos entender cada uma delas, utilizaremos o exemplo de “comprar um apartamento”:

  • eSpecífico: Neste item você pode se perguntar – O quê?
    • Ex: o que quero desse apartamento, quantos quartos, tamanho do apartamento, local, quantos banheiros, vagas na garagem, sala de jantar, cozinha, ou seja, ser o mais específico possível, tão específico que você começa a visualizar o apartamento.
  • Mensurável: Neste item você pode se perguntar – Quanto?
    • Ex: aqui você começa a pesquisar na região escolhida e com suas referências quanto custa este apartamento.
  • Alcançável: Neste item você pode se perguntar – Como?
    • Ex: neste passo você começa a criar as possibilidades, é neste momento que você cria as suas tarefas, como irá fazer, criar etapas, desenhar cenários, otimizar recursos e priorizar as ações.
  • Relevante: Neste item você se pergunta – Porquê?
    • Ex: aqui neste item, é que vai ser eu motivador, porque quero esta Meta, o que pretendo, quais os benefícios que terei comprando este apartamento, o que me motiva a gerar ações para alcançar esta Meta. Enquanto não responder este item, não prossiga com a criação da Meta, esse motivo tem que ser forte, para que você não desista.
  • Temporal: Neste item você se pergunta – Quando?
    • Ex: Quando irei comprar o apartamento, com base na data de compra, você irá alinhar as suas tarefas, você precisa de um limitador para criar todo o cenário, caso não tenha, as tarefas serão feitas quando der, e provavelmente estarão fadados ao fracasso.

Projeto          

Projeto é o evento que tem início e fim (escopo) bem definidos. Seguindo conceitos, dividimos o projeto em 05 partes:

  • Iniciação
  • Planejamento
  • Execução
  • Monitoramento e controle
  • Encerramento

Vamos continuar com o exemplo do apartamento. No primeiro momento tivemos a Meta de comprar o apartamento, após concluída a compra, agora queremos reformar o apartamento, isso já é um Projeto.

  1. Iniciação

Iremos definir o que queremos nesta reforma do apartamento, aqui você irá fazer o “escopo”, irá colocar todos os itens de mudança e melhorias.

  1. Planejamento

Neste passo iremos criar as tarefas a serem executadas, dividir funções, alocar pessoas, ver cronograma, é o momento “de pensar antes de agir”.

  1. Execução

É a parte que gostamos, é o colocar a mão na massa, é começar a agir baseado no escopo e executado através do planejamento.

  1. Monitoramento e controle

Parte importante do processo, neste item você verifica se tudo que foi planejado está sendo executado dentro do prazo e do valor estipulado, como se diz “o olho do dono que engorda o gado”, é acompanhar de perto, ver a evolução, se tudo está dentro do combinado em projeto e alinhado com o escopo.

  1. Encerramento

A entrega do Projeto, parte que todos querem atingir, verificar se tudo que está no escopo foi entregue, se o planejamento não fugiu do orçamento e do tempo. É a finalização que começou com uma META e foi concluído com um Projeto.

Bom, espero ter esclarecido, mas se você tem alguma dúvida ou quer compartilhar experiências, faça seus comentários abaixo, no próximo post irei falar sobre o Modelo Canvas.

Até o próximo post…

Fábrica de Empreendedores

08 dicas de planejamento

planejamento

Planejamento

planejamento é uma ferramenta administrativa, que possibilita perceber a realidade, avaliar os caminhos, construir um referencial futuro, o trâmite adequado e reavaliar todo o processo a que o acoplamento se destina. Sendo, portanto, o lado racional da ação.

Em outras palavras para nós da Fábrica de Empreendedores “é pensar antes de agir”.

Todos sabem da importância de se planejar, mas geralmente acreditam que só serve para as grandes empresas, mas se você perceber vale para média ou pequena também,  mas vou além, vale para o seu dia a dia, para as suas rotinas – planejar a sua semana, vai lhe poupar de aborrecimentos.  E o melhor, cada vez que você planejar, irá deixar históricos de atividades que te ajudam no futuro a tomar decisões.

Sempre que planejamos ganhamos tempo, e minimizamos os custos, mas vale lembrar que planejamento é diferente de “fazejamento”. Se você planeja no momento do acontecimento, isso é “fazejamento” pois vai tomar ações imediatas e muitas vezes sem pensar no que irá acontecer, resolve rápido, mas sem ter noção dos custos de tempo e dinheiro, as vezes acerta, más, por experiência te digo que não são as melhores.

Vou dar algumas dicas de como começar a planejar, mas lembre-se que é uma rotina, quando mais você planejar, mais você aprende e melhora o seu planejamento.

  1. Crie um padrão para planejar, um dia e um horário, pois assim as pessoas a sua volta perceberão que você tem um ritual, e não irão incomodá-lo. Eu gosto do domingo finalzinho da tarde, entre 18:00 e 19:00 horas, pois estou tranquilo e já sei alguns detalhes da semana. Um dia ruim para planejar é segunda, pois você já acorda “pilhado” e já tem várias tarefas pré-agendadas, segunda não é dia de planejar, é dia de ação.
  2. Pense na sua semana como um todo. O que preciso alcançar? Qual é o prazo que tenho? Quais são os recursos que possuo, ou que vou precisar? Quais são as pessoas que podem me ajudar? Como posso engajar essas pessoas na minha semana? Que benefício eu vou disponibilizar a quem irá contribuir?
  3. Tenha Metas claras, eu utilizo o método SMART (eSpecífico, Mensurável, Alcançável, Relevante e Temporal) irei fazer um post sobre esta metodologia em breve. Avalie sempre o progresso dessa Meta, utilizando algum indicador.
  4. Avalie esses indicadores e observe se precisa mudar o plano, ver se ele está evoluindo ou se existe algum problema no planejamento, acompanhar sempre.
  5. Não fique frustrado se algo estiver dando errado, se você estiver acompanhando de perto o seu planejamento, as ações para resgatar o caminho serão eficazes e terá tempo para corrigir.
  6. Busque informações de outros modelos de planejamento, ou observe outros modelos de gestão, veja o que deu certo (aplique) e o que deu errado (melhore/ corrija).
  7. Observe os talentos dentro da equipe, uma forma de avaliar pessoas e entender como elas funcionam é utilizar e abusar do “delegar” – mas delegar com responsabilidade, passar todas as informações necessárias, não deixar espaço para as dúvidas.
  8. E por fim, comemore os resultados positivos, compartilhe com a equipe o sucesso das entregas, ou a realização do trabalho, seja ele empresarial ou pessoal. Caso exista problemas, fale em particular com os envolvidos, busque soluções, e sempre se mostre à disposição para resolver juntos.

Quer contar algumas experiências, mande um email ou comente abaixo, podemos compartilhar e aprender juntos, e assim a rede de aprendizado cresce.

Abraços e até o próximo post.

Fábrica de Empreendedores

Meta sem número… não é meta!

Nos treinamentos que ministro algumas pessoas ficam muito confusas em estabelecer as metas, pois dizem “ah! Minha meta não dá para colocar número!”. 

Nesse momento, preciso deixar claro que se você não conseguir colocar um número, não conseguirá saber se está próximo da meta ou distante ou se já atingiu. 

Vamos exemplificar? Várias pessoas me dizem que querem ser saudáveis e isso não dá para colocar número. Será? Vamos lá… 

O que é ser saudável? Para algumas pode ser atingir determinado peso (é um número), correr tantos quilômetros (isso também é um número) ou atingir determinada taxa de triglicerídios ou colesterol (outro número). 

Outras pessoas dizem que querem ter qualidade de vida. Mas o que é ter qualidade de vida? Algumas dizem que é passar mais tempo com a família (tempo é número), outras é freqüentar uma academia (quantos dias por semana? É um número) e ainda para outras pessoas é tirar férias (quantos dias? Outro número). 

E tem mais um exemplo clássico: falar um idioma fluente. 

Você sabe qual o índice que você deve alcançar no teste específico para ser considerado fluente? Pois é, viu? É um número. 

Os números perseguem nossa vida, estão em todos os lugares, mas o melhor é perseguimos esse número, pois nesse momento sabemos que estamos indo em direção ao que muito desejamos.

Como estabelecer uma meta empresarial

Normalmente, quando as pessoas decidem montar um negócio pensam apenas no negócio em si e em algo que “acham” que é legal. Poucas estabelecem metas, por isso depois se sentem frustradas quando as coisas não funcionam como deveriam.

Vamos utilizar a regra SMART para definir as metas (eSpecífico, Mensurável, Alcançável, Relevante, Temporal):

Específico – Que tipo de negócio desejo? Qual o público? Onde será instalado?

Mensurável – Quanto quero ter de lucro? (Cuidado para não se focar apenas no faturamento, pois algumas empresas faturam muito e lucram pouco, acredito que não é isso que você deseja).

Alcançável – Será que o tipo de negócio que almejo poderá me dar o lucro que desejo? O que preciso fazer para viabilizar esse negócio da forma como planejo? (Já vi muitos empresários montarem negócios sem pensarem sobre essa questão, gastam uma fortuna e não vêem o retorno).

Relevante – Por que tudo isso é importante para você? Por que faz seu coração bater mais forte? Fará por você ou pelos outros?

Temporal – Até que data você deseja cumprir essa meta? De preferência dia, mês e ano.

Essa fórmula pode ser utilizada para qualquer tipo de meta, experimente… vale a pena… é só começar… se deseja empreender, comece por aqui, mas não esqueça… isso é apenas o início.